Monday, May 04, 2009

Breves considerações sobre a nova Diretoria da Frente Integralista Brasileira

Há alguns dias, mais precisamente a 18 do presente mês (abril), tomei eu posse na Presidência da Frente Integralista Brasileira, de que era até então Vice-Presidente e Secretário Nacional de Doutrina e Estudos. Assumi, naquela ocasião, a missão de entregar a meu sucessor uma FIB revigorada nos princípios eminentemente cristãos, patrióticos e nacionalistas da Doutrina do Sigma e principalmente de lutar por um Brasil Maior e Melhor, sob as bençãos de Deus e de nossos maiores.
Prometi, naquele dia, seguir com fidelidade todos os princípios da supracitada Doutrina, realizando, conforme o possível, tudo aquilo que dispõem os Estatutos deste Movimento.
Ressaltando que não sou nem jamais serei o Chefe Nacional, posto que tal título somente cabe a Plínio Salgado, criador e mais importante doutrinador do Integralismo Brasileiro, fiz minhas as palavras por este proferidas por ocasião da sessão soleníssima das Cortes do Sigma, em junho de 1937. Afirmei, citando o mais notável biógrafo contemporâneo do Mestre da Galiléia, minha crença em Cristo e na Luz por Ele emanada, sublinhando que fora por Cristo que me alçara; por Cristo que queria uma grande Nação; por Cristo que prelecionava a doutrina da solidariedade humana e da harmonia social; por Cristo que lutava; por Cristo que vos conclamava; por Cristo que vos conduzia; por Cristo que pelejaria.
Ainda por meio das magníficas palavras do autor de Primeiro, Cristo! e de A Tua Cruz, Senhor, assinalei que no dia do triunfo desejaria construir com Cristo e que quando nos chamassem fracos, pediria a Cristo, no alto de Sua glória, a Sua fortaleza.
Em seguida, já não mais citando as palavras de Plínio Salgado, observei que será por Cristo que, caso vitoriosos, construiremos o Estado Ético e a Democracia Integral e que daremos ao Brasil uma Ordem Jurídica que constitua o espelho do País real, da Nação profunda e autêntica. Cumpre salientar que por Estado Ético entendemos o Estado transcendido pela Ética e movido por um ideal ético e não o Estado fonte e encarnação da Ética, tal como concebido por Hegel. Nosso Estado Ético, com efeito, ao contrário do Estado hegeliano, não é um fim, mas sim um meio, um instrumento a serviço da Pessoa Humana e do Bem Comum.
Antes de encerrar o referido pronunciamento, frisei que nos planos ético e moral a vitória já nos pertence. Salientei, ademais, que todos os nossos ancestrais caídos na luta por um Brasil Maior, todos os mártires do Integralismo e demais companheiros que nos aguardam na Milícia do Além e todos os grandes vultos da História Pátria caminham ao nosso lado, nos dando forças para erguer, cada vez mais alto, a bandeira azul e branca do Sigma e conosco ouvindo os primeiros clarins da Aurora, da Primavera do Brasil e do Mundo, que é a Idade Nova, a Quarta Humanidade, o Quarto Império.
Não me dirijo a vós, porém, para relembrar o singelo discurso por mim proferido por ocasião da transmissão da Presidência do único Movimento que representa hoje, plenamente, os ideais do Integralismo Brasileiro. Dirijo-me a vós, sim, para falar da nova Diretoria da Frente Integralista Brasileira, assinalando que se minhas capacidades estão muito aquém daquelas que seriam ideais para o Presidente de uma instituição como a FIB, as dos demais componentes da novel Diretoria desta certamente não estão.
Estou aquém, muito aquém do Presidente que a FIB necessitaria ter e também de meu insigne predecessor, o companheiro Marcelo Batista da Silveira. Faltam-me, sobretudo, o carisma e a eloquência, qualidades que infelizmente não herdei de meu avô e Mestre, o ilustre Professor Heraldo Barbuy, de quem herdei, porém, o gosto pela Filosofia, a Sociologia e a História, as idéias tomistas e tradicionalistas, a admiração pelo Pensamento Alemão em geral e pelo Romantismo daquela nação em particular e a crença na necessidade da restauração da Metafísica, do Direito Natural Clássico, ou Tradicional, e da Sociedade Orgânica. Tentarei, contudo, a despeito de minhas limitações, fazer o melhor possível pelo bem da Nação Brasileira e da Frente Integralista Brasileira, consciente que estou de que de nossa luta depende o triunfo ou a derrota final da Pátria.
Na Presidência da FIB, contarei com o apoio de excelentes companheiros, entre os quais destaco Luiz Gonçalves Alonso Ferreira, Sérgio de Vasconcellos, Acacio Vaz de Lima Filho, Pedro Baptista de Carvalho, Lucas Carvalho Pavão Xavier e o supracitado Marcelo Batista da Silveira, todos componentes da nova Diretoria desta associação.
Luiz Gonçalves Alonso Ferreira, meu sucessor na Vice-Presidência da FIB, é historiador, professor, membro do Instituto Histórico e Geográfico de Santos e conhecedor invulgar da Doutrina e da História do Integralismo, Movimento de que tem sido um dos mais importantes militantes nos últimos anos.
Sérgio de Vasconcellos, meu sucessor no cargo de Secretário Nacional de Doutrina e Estudos, que já ocupara anteriormente, é sem dúvida alguma o companheiro mais preparado para exercer tal função, em virtude de seus profundos conhecimentos doutrinários, filosóficos e históricos e as demais virtudes que fazem dele um dos mais ativos e abalizados pensadores Integralistas de nossos dias.
Bacharel, Mestre e Doutor em Direito pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, advogado militante, escritor, professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie e do Complexo Jurídico Damásio de Jesus, Associado Efetivo do Instituto dos Advogados de São Paulo, Membro do Instituto Brasileiro de Filosofia, Sócio Titular do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, ex-Secretário de Doutrina do Grêmio Jackson de Figueiredo, fundador e Presidente vitalício do Centro de Estudos de História do Direito Professor José Pedro Galvão de Sousa e fundador, ao lado do Professor Claudio de Cicco, de mim e de outros mais, do Centro de Estudos Professor Arlindo Veiga dos Santos, o ínclito Dr. Acacio Vaz de Lima Filho será o novo Secretário de Assuntos Jurídicos da FIB, cargo anteriormente ocupado pelo igualmente ínclito Dr. Paulo Fernando Costa, cuja luta em defesa da intangiblidade da Vida Humana merece todo o nosso apoio e admiração.
Pedro Baptista de Carvalho, Integralista desde 1936, ex-Presidente da Casa de Plínio Salgado e combatente infatigável em defesa da verdadeira Democracia e contra a corrupção que grassa no Congresso deste País, manter-se-á no cargo de Tesoureiro da FIB. E por falar na corrupção que assola as duas casas de nosso Congresso, gostaria de consignar aqui, parafraseando G. K. Chesterton, que o Brasil é uma politicocracia a serviço da plutocracia internacional, do mesmo modo que gostaria de assinalar, parafraseando o nosso preclaro companheiro, o Professor Goffredo Telles Junior, que a Democracia brasileira não é uma Democracia, mas sim um “manto de irrisão”.
Lucas Carvalho Pavão Xavier, criador do Portal da Frente Integralista Brasileira, referência, diga-se de passagem, entre os portais patrióticos e nacionalistas de todo o Mundo, tem sido um dos mais atuantes soldados do Sigma em nossos dias e merece mais do que ninguém retornar ao cargo de Secretário Administrativo da FIB.
Por fim, meu antecessor na Presidência da FIB, o Sr. Marcelo Batista da Silveira, por quem nutro profunda admiração e cuja atuação no comando deste Movimento só tenho a elogiar, será o novo Secretário-Geral desta instituição.
Era o que tinha a vos dizer sobre esta nova Diretoria, que tenho certeza de que fará a FIB crescer, despertando cada vez mais brasileiros do sonho e do sono materialista, conscientizando-os de que só um movimento genuinamente nacional, como o é o Integralismo, poderá reconduzir o Brasil ao seu destino histórico, o transformando na grande Nação não apenas do Ontem e do Amanhã, do Passado e do Futuro, mas também do Hoje, do Presente.

Victor Emanuel Vilela Barbuy, Presidente da Frente Integralista Brasileira, São Paulo, 30 de abril de 2009.

1 comment:

NSR said...

A REVOLUÇÃO JÁ COMEÇOU! SOMOS A 1ª E ÚNICA RÁDIO NS EM PORTUGAL! OUVE OS SONS DA LIBERDADE! ESTAMOS NO BLOGGER, HI5, YOUTUBE, TWITTER & FACEBOOK! .::. RADIO28.BLOGSPOT.COM